Posts com Tag ‘Português’

Uma legitima Portuguesa

Publicado: quarta-feira, 26, agosto, 2009 por RMAX em Risos, Videos
Tags:, , ,

Num concurso de rádio em que as pessoas têm de ligar para tentar acertar num certo peso de um saco, a ouvinte Anabela insiste em dizer…(rsrsrsr)bom veja o video que é melhor(rsrsrsr)

rmax

Transa grátis

Publicado: domingo, 23, agosto, 2009 por RMAX em Piadas, Risos
Tags:, , , , , , , , , , ,

Dois portugueses, Joaquim e Manuel entram com o carro no posto de abastecimento, onde havia um cartaz: “ENCHA O TANQUE E CONCORRA A UMA TRANSA GRÁTIS”. Enchido o tanque, Manuel chamou o atendente e perguntou:

— Como se faz para concorrer?

O atendente explicou:

– É simples… diga um número de 1 a 10. Se for o mesmo número que eu estou pensando você ganha.

Manuel disse então:

— Oito.

O atendente respondeu:

— Errou… Eu estava pensando no número quatro.

Dali uns dias voltaram ao posto, encheram o tanque, chamaram o atendente e perguntaram:

— Ainda está valendo a promoção?

— Sim… diga um número de 1 a 10. Se coincidir com o que eu estou pensando você ganha uma transa grátis.

Manuel:

— Cinco..

O atendente:

— Errou… Eu estava pensando no número dois.

Depois de voltarem várias vezes sem acertar Joaquim comentou com Manuel:

— Acho que esse gajo do posto está a nos enganar, pois nunca acertamos….

— Ora, deixa de desconfiança Joaquim…. Só na semana passada minha mulher acertou duas vezes.

Transmito explicação de um operário português, acidentado no trabalho, à sua Cia. seguradora.

(A Cia. de Seguros havia estranhado tantas fraturas, e em uma só pessoa num mesmo acidente).

Chamo a tenção para o fato de que se trata de um caso verídico, cuja transcrição foi obtida por meio de cópia dos arquivos da cia. seguradora envolvida.
O caso foi julgado no Tribunal da Comarca de Cascais – Lisboa- Portugal.

À
Cia. Seguradora.
Exmos. Senhores,
Em resposta ao seu gentil pedido de informações adicionais, esclareço:
No quesito nr. 3 da comunicação do sinistro mencionei:
‘tentando fazer o trabalho sozinho’ como causa do meu acidente.
Em vossa carta V. Sas. me pedem uma explicação mais pormenorizada.

Pelo que espero sejam suficientes os seguintes detalhes:

Sou assentador de tijolos e no dia do acidente estava a trabalhar sozinho num telhado de um prédio de 6 (seis) andares. Ao terminar meu trabalho, verifiquei que havia sobrado 250 kg de tijolos. Em vez de levá-los a mão para baixo (o que seria uma asneira), decidi colocá-los dentro de um barril, e, com ajuda de uma roldana, a qual felizmente estava fixada em um dos lados do edifício (mais precisamente no sexto andar), descê-los até o térreo.

Desci até o térreo, amarrei obarril com uma corda e subi para o sexto andar, de onde puxei o dito cujo para cima, colocando os tijolos no seu interior. Retornei em seguida para o térreo, desatei a corda e segurei-a com força para que os tijolos (250kg) descessem lentamente. Surpreendentemente, senti-me violentamente alçado do chão e, perdendo minha característica presença de espírito, esqueci-me de largar a corda … Acho desnecessário dizer que fui içado do chão a grande velocidade.

Nas proximidades do terceiro andar dei de cara com o barril que vinha a descer. Ficam, pois, explicadas as fraturas do crânio e das clavículas.
Continuei a subir a uma velocidade um pouco menor, somente parando quando os meus dedos ficaram entalados na roldana. Felizmente, nesse momento já recuperara a minha presença de espírito e consegui, apesar das fortes dores, agarrar a corda.

Simultaneamente, no entanto, o barril com os tijolos caiu ao chão, partindo seu fundo. Sem os tijolos, o barril pesava aproximadamente 25 kg.

Como podem imaginarcomecei a cair vertiginosamente, agarrado à corda, sendo que, próximo ao terceiro andar, quem encontrei? Ora, pois, o barril vinha a subir. Ficam explicadas as fraturas dos tornozelos e as lacerações das pernas. Felizmente, com a redução da velocidade de minha descida, veio minimizar os meus sofrimentos quando caí em cima dos tijolos embaixo, pois felizmente só fraturei três vértebras. No entanto, lamento informar que ainda houve agravamento do sinistro, pois quando me encontrava caído sobre os tijolos estava incapacitado de me levantar, porem pude finalmente soltar a corda.
O problema é que o barril, que pesava mais do que a corda, desceu e caiu em cima de mim fraturando-me as pernas. Espero ter fornecido as informações complementares que me haviam sido solicitadas. Esclareço que este relatório foi escrito por minha enfermeira, pois os meus dedos ainda guardam a forma da roldana.

Atenciosamente,
Antonio Manuel Joaquim Soares de Coimbra

rafajake

Capitulino, o bebê feio

Publicado: sexta-feira, 13, março, 2009 por RAFAJAKE em Cotidiano, Entretenimento, Piadas, Risos, Videos
Tags:, , , , ,

Tinha que ser português

rafajake

O Portuga – Óculos Mágicos

Publicado: sexta-feira, 26, setembro, 2008 por RMAX em Criativos, Piadas, Risos
Tags:, , , ,

O Português foi pro Japão e comprou um par de óculos cheio de tecnologia que mostrava todas as mulheres peladas.

Manuel coloca os óculos e começa a ver todas as mulheres peladas, ele se  encanta.

Poe os óculos, peladas!  Tira os óculos, vestidas! Que maravilha! Ai Jesus!

E assim foi Manoel para Portugal, louco para mostrar a novidade para a  mulher (Maria).

No avião, se sente o máximo vendo as aeromoças todas peladas.

Quando chega em casa, já coloca os óculos para pegar Maria pelada.

Abre a porta e vê Maria e o Compadre no sofá pelados.

Tira o óculos, pelados!

Põe os óculos, pelados!  Tira, pelados!  Põe, pelados!

E Manuel diz: – ‘Puta que pariu! Essa merda já quebrou!’

Se não fosse português…

Publicado: sexta-feira, 25, julho, 2008 por RMAX em Piadas, Risos
Tags:, , ,

SEGREDOS
O português passava em frente a um chaveiro quando viu uma placa:
‘Trocam-se segredos’. Parou abruptamente, entrou na loja, olhou para os
lados e cochichou para o balconista: – Eu sou gay, e você?!

CONFIANÇA
Essa aconteceu num quartel de Lisboa. O Joaquim estava dando guarda quando
se aproxima um jipe com um soldado, ele aponta o fuzil para a cabeça do
motorista do jipe e pergunta rispidamente:
– Você sabe a senha?
– Sei.
– Tudo bem, pode passar.

DOIS BASTAM
– Você sabe quantos portugueses são necessários para afundar um submarino?
– Dois. Um bate na porta, o outro abre!

SELF-SERVICE
– Como é restaurante self-service de português?
– O cliente é pesado, na entrada e na saída.

NO SUPERMERCADO
– Por que o português, cada vez que compra uma caixa de leite, abre-a, ali
mesmo, no supermercado?
– Porque na caixa está escrito : ‘Abra aqui.’

CELULAR
– Você sabe por que o português sempre deixa o celular em cima da máquina
de lavar?
– Para não ficar fora da área de serviço!

Pra variar…Português

Publicado: quarta-feira, 23, julho, 2008 por RMAX em Piadas, Risos
Tags:, ,

SEGURANÇA
O filho do português chega pro pai e diz:
– Papai, posso ir lá fora ver o eclipse?
– Pode meu filho, mas não chegue muito perto.

MOTIVO
– Por que o banco 24h não deu certo em Portugal?
– Porque dava 23:30 e já tinha uma fila enorme.

SORTE
O português vê uma máquina de Coca Cola e fica maravilhado. Coloca uma
fichinha e cai uma latinha. Coloca 2 fichinhas e caem 2 latinhas. Coloca 10
fichas e caem 10 latinhas. Então ele vai ao caixa e pede 50 fichas. Diz
então o caixa:
– Desse jeito o Sr. vai acabar com as minhas fichas.
– Não adianta, eu não paro enquanto estiver ganhando.

BRINCANDO COM O PERIGO
O assaltante aborda o Manoel no meio da rua.
– Pare! – grita.
– Impare! – grita de volta o Manoel estendendo três dedos.
– Mas eu estou te roubando – explica o assaltante.
– Então não brinco mais!

As últimas de Lisboa

Publicado: segunda-feira, 14, julho, 2008 por RMAX em Cotidiano, Noticias, Risos
Tags:, ,

‘Gêmeo tenta se suicidar e mata o irmão por engano’.

Carta de uma mãe portuguesa a seu filho

Publicado: sábado, 5, julho, 2008 por RMAX em Piadas, Risos
Tags:, , ,

Escrevo-te estas linhas para que saibas que estou viva. Escrevo devagar porque sei que não podes ler depressa. Bem, não reconhecerás a casa quando a vires, pois nos mudamos. Finalmente enterramos teu avô. Encontramos seu cadáver quando estávamos a nos mudar.

Estava no armário desde aquele dia que ele venceu-nos no jogo de esconde-esconde. Hoje tua irmã Joana teve um bébé, mas como ainda não sei se é gajo ou gaja não te posso dizer se és tio ou tia. Não temos mais visto teu tio António, que morreu ano passado. Que posso dizer-te?

Ah! que teu primo Jacinto sempre acreditou que era mais rápido que os touros, mas ficou provado que não. Saibas que estou preocupada com teu cão Bóbi que agora resolveu perseguir carros estacionados.

Cada vez está mais cego. Ah! Finalmente as engarrafadoras de bebidas agora imprimem nas tampinhas: “Abrir por aqui”.

Desculpa-me por minha letra ruim e pelos erros de ortografia, mas cansei-me de escrever e agora estou a ditar a teu pai e já sabes que é meio burro.

Teu irmão Manuel fechou o carro com o pino e esqueceu-se das chaves dentro.

Teve que ir até a casa para fazer uma cópia para poder tirar-nos do carro.

Outro dia fomos a um centro comercial e demoramos umas três horas para sair, pois quando estávamos na escada rolante, a luz acabou.

Mando-te esta carta por teu irmão Joaquim que amanhã vai aí a visitar-te.

Bem filho, não ponho o endereço porque não o sei, é que a última família portuguesa que cá viveu levou os números para não ter que mudar de endereço.

Olha se vês Dona Remédios, dá-lhe meus cumprimentos, e se não a veres, não digas nada.
Tua mãe te ama muito: Eu.

 

Obs.: Mandar-te-ia 100 escudos portugueses mas já fechei o envelope.

Ora Pois Pois…

Publicado: quinta-feira, 3, julho, 2008 por RMAX em Piadas, Risos
Tags:, , ,

 Um português chegou ao hotel em Manaus, e como estava muito quente, ele abriu a janela.

Só que começaram a entrar vários pernilongos. Então, ele ligou para a recepção e reclamou:

– Boa tarde, estou com muito calor e com a janela aberta vários mosquitos estão a entrar em meu quarto e a me incomodar.

– Se o senhor desligar as luzes de seu quarto, eles irão embora.

Ele fez o que ela disse e realmente os pernilongos se foram.

Depois de um tempinho, começaram a entrar vários vaga-lumes, e então o português tornou a ligar para a recepção reclamando.:

E a atendente:

– Mas o que foi agora?

– Não adiantou, os mosquitos voltaram com lanterna  !!!

Mais uma do Manoel

Publicado: quarta-feira, 21, maio, 2008 por DEMO em Lazer, Piadas, Poemas, Risos
Tags:, , ,

No restaurante, Manoel se abre para o seu melhor amigo:
– “Eu sou o gajo mais feliz do mundo! A minha mulher me ama de verdade!”
– “Ora pois” – estranha o amigo – “E por que você está falando isso justo agora?”
– “Ah, ontem eu fiquei de cama por causa de uma gripe forte e ela me surpreendeu!”
– “Continuo sem entender, Manoel”
– “Calma, deixa eu terminar!
Ela estava tão feliz de eu estar em casa que não conseguia se conter!
Para qualquer pessoa que batia a nossa porta, até pro carteiro e pro leiteiro,
ela gritava, cheia de entusiasmo: – “O meu marido está em casa! O meu marido está em casa!”