Posts com Tag ‘carta’

Carta de uma Mulher.

Publicado: quinta-feira, 6, novembro, 2008 por DEMO em Cotidiano, Criativos
Tags:, , ,

carta_de_uma_desesperada

Confissão do Filho

Publicado: sexta-feira, 17, outubro, 2008 por RMAX em Cotidiano, Criativos, Piadas, Risos
Tags:, , , , ,

O pai entra no quarto do filho e vê um bilhete em cima da cama. Ele lê o bilhete temendo o pior:

‘Caro Papai, é com grande pesar que lhe informo que eu estou fugindo com meu novo namorado, Juan, um Argentino muito lindo que conheci.

Estou apaixonado por ele. Ele é muito gato, com todos aqueles ‘piercings’, tatuagens e aquela super moto BMW que tem.

Mas não é só por isso, descobri que não gosto de jeito nenhum de mulheres e, como sei que o senhor não vai consentir com isso,decidimos fugir e ser muito felizes no seu ‘trailer’.

Ele quer adotar filhos comigo, e isso foi tudo que eu sempre quis para mim. Aprendi com ele que maconha é ótima, uma coisa natural, que não faz mal a ninguém, e ele garante que no nosso pequeno lar não vai faltar marijuana.

Juan acha que eu, nossos filhos adotivos e os seus colegas ‘gays’ vamos viver em perfeita harmonia. Não se preocupe papai, eu já sei me cuidar, apesar dos meus 15 anos já tive várias experiências com outros caras e tenho certeza que Juan é o homem da minha vida.

Um dia eu volto, para que o senhor e a mamãe conheçam os nossos filhos.

Um grande abraço e até algum dia.

De seu filho, com amor.’

O pai quase desmaiando continua lendo.

‘PS: Pai, não se assuste, é tudo mentira!!!

Estou na casa da Priscila, nossa vizinha gostosa.

Só queria mostrar pro senhor que existem coisas muito piores do que as notas vermelhas do meu boletim, que está na primeira gaveta.

Abraços,

Seu filho, burro, mas macho.’

Carta de uma mãe portuguesa a seu filho

Publicado: sábado, 5, julho, 2008 por RMAX em Piadas, Risos
Tags:, , ,

Escrevo-te estas linhas para que saibas que estou viva. Escrevo devagar porque sei que não podes ler depressa. Bem, não reconhecerás a casa quando a vires, pois nos mudamos. Finalmente enterramos teu avô. Encontramos seu cadáver quando estávamos a nos mudar.

Estava no armário desde aquele dia que ele venceu-nos no jogo de esconde-esconde. Hoje tua irmã Joana teve um bébé, mas como ainda não sei se é gajo ou gaja não te posso dizer se és tio ou tia. Não temos mais visto teu tio António, que morreu ano passado. Que posso dizer-te?

Ah! que teu primo Jacinto sempre acreditou que era mais rápido que os touros, mas ficou provado que não. Saibas que estou preocupada com teu cão Bóbi que agora resolveu perseguir carros estacionados.

Cada vez está mais cego. Ah! Finalmente as engarrafadoras de bebidas agora imprimem nas tampinhas: “Abrir por aqui”.

Desculpa-me por minha letra ruim e pelos erros de ortografia, mas cansei-me de escrever e agora estou a ditar a teu pai e já sabes que é meio burro.

Teu irmão Manuel fechou o carro com o pino e esqueceu-se das chaves dentro.

Teve que ir até a casa para fazer uma cópia para poder tirar-nos do carro.

Outro dia fomos a um centro comercial e demoramos umas três horas para sair, pois quando estávamos na escada rolante, a luz acabou.

Mando-te esta carta por teu irmão Joaquim que amanhã vai aí a visitar-te.

Bem filho, não ponho o endereço porque não o sei, é que a última família portuguesa que cá viveu levou os números para não ter que mudar de endereço.

Olha se vês Dona Remédios, dá-lhe meus cumprimentos, e se não a veres, não digas nada.
Tua mãe te ama muito: Eu.

 

Obs.: Mandar-te-ia 100 escudos portugueses mas já fechei o envelope.

Carta ao namorado

Publicado: segunda-feira, 18, fevereiro, 2008 por RMAX em Criativos, Risos
Tags:, , , ,

Querido João,
Não podemos continuar com esta relação.
A distância que nos separa, é demasiado longa.
Tenho que admitir que te tenho sido infiel já por duas vezes desde que
te foste embora e acredito que nem tu, nem eu merecemos isto!
Portanto, penso que é melhor acabarmos tudo!
Por favor, manda de volta a foto minha que te enviei.
Com Amor, 
Maria.
 
João recebeu a carta e, muito magoado, pediu a todos os seus colegas
que lhe emprestassem fotos das suas namoradas, irmãs, amigas, tias,primas,
etc…
Juntamente com a foto de Maria, colocou todas as outras fotos que
conseguiu recolher com seus colegas, em um envelope.
No envelope que enviou à Maria estavam 57 fotos juntamente com uma nota que dizia:

Querida Maria,
Peço desculpas, mas não consigo me lembrar quem tu és!
Por favor, procura a tua foto no envelope e me envia de volta, as restantes!
Com Carinho, Com muito, muito amor…
João’

MORAL DA HISTÓRIA :
Mesmo derrotado… é preciso SABER arrasar O INIMIGO.